Blog

Com ação de ‘descolar’ o músculo, bandagens aliviam dores musculares

Com ação de ‘descolar’ o músculo, bandagens aliviam dores musculares

Fisioterapeutas explicam para Dr. Guilherme como as faixas funcionam

A bandagem elástica funciona como um método de alívio à dor. Ao entrar em contato com o corpo, a fita provoca um estímulo na pele – que chega ao cérebro em uma velocidade mais rápida que o estímulo de dor, inibindo a sensação dolorosa. Usando um exemplo extremo, quando o atleta bate a sua raquete na perna, irritado, instintivamente ele esfrega a região. A função da fita é semelhante, porém seu efeito é mais duradouro. Ao sofrer uma lesão, o corpo responde com um processo inflamatório. A bandagem, então, além da sua participação no alívio à dor, colabora na redução do inchaço caracteristicamente causado pelo processo inflamatório. Esse inchaço pode causar dor e limitação na articulação, portanto a drenagem do excesso desse líquido é facilitada pela bandagem por meio da reabsorção pelo corpo.

Outra função é o auxílio e a amenização da contração muscular quando aplicada na superfície correspondente à musculatura. O que dita a ação desejada é o sentido da aplicação da bandagem.

O método de auxílio na contração muscular favorece um maior desempenho do movimento esportivo. Já a técnica de redução da ação muscular ajuda a relaxar a musculatura durante a atividade física.

Então, vejamos outro exemplo: durante o saque, é realizada uma grande extensão da coluna. No caso de um tenista com lesão do músculo abdominal, o movimento do saque provoca um aumento dessa lesão. Nesse caso, a bandagem elástica é posicionada para auxiliar a contração do músculo do abdome, antecipando o retorno do movimento de extensão, permitindo que o saque seja executado.

Com a bandagem também é possível trabalhar a estabilização das estruturas articulares, normalizando o seu movimento e reposicionando estruturas que se encontram encurtadas.

Quando comparada com a bandagem rígida, a elástica proporciona uma menor sensação de estabilidade, pois não provoca nenhum tipo de limitação de movimento, permitindo ao atleta um maior conforto. O tempo de eficácia também é maior, podendo durar de três a quatro dias.

O PROPÓSITO DAS CORES

As diferentes cores influenciam diretamente nos benefícios da bandagem por associação da técnica da cromoterapia, alcançado pelas diferentes propriedades terapêuticas provenientes da vibração de cada cor, podendo ser física e/ou emocional:

 Vermelho: motivação e persistência da força física;

 Verde: melhora o raciocínio e promove relaxamento;

 Azul: confiança e relaxamento;

 Violeta: auxilia no equilíbrio hormonal;

 Amarelo: auxilia nas escolhas e ativa o sistema linfático;

 Laranja: encorajadora, favorece o sistema circulatório.

Pelo fato de a técnica de bandagem elástica modificar algumas mecânicas motoras básicas do nosso corpo, se faz sempre necessário uma avaliação fisioterápica para evitar o mau uso e a predisposição a lesões. É importante entender que a técnica da bandagem elástica é apenas mais uma ferramenta no tratamento e na prevenção de lesões, e não é uma modalidade terapêutica por si só.

Conheça as bandagens que amenizam dores muscularer

Nas quadras ou nos campos, fitas coloridas coladas no corpo dos atletas chamam atenção. As bandagens, usadas para aliviar as dores musculares dos esportistas, são um recurso eficiente. Para explicar como a bandagem age contra a dor, Dr. Guilherme Furtado conversou com profissionais e pessoas que estão as adotando em suas vidas.
Saiba como é a ação da bandagem na pele:

  • antes da aplicação da faixa, a pele e os músculos machucados ficam mais comprimidos. Isso reduz o fluxo de sangue no local e vem aquela sensação de pressão e inflamação – que causa a dor
  • quando a bandagem é aplicada, ela age como se “descolasse” o músculo, como se permitisse um recuo e o tirasse da tensão – com o aumento do espaço entre a pele e o músculo. Isso facilita a circulação dos fluidos, diminuindo a pressão e a inflamação, e, consequentemente, a dor;
  • a fita é feita de algodão e microfios de elastano e utiliza cola adesiva de acrílico. Não tem látex, nem álcool e nenhum medicamento. A grossura e o peso são similares aos da pele. A fita deixa a pele respirar sem obstrução e permite amplitude de movimentos;
  • as fitas coloridas são vendidas em lojas de produtos médicos e só devem ser usadas com orientação profissional de um fisioterapeuta.

FONTE: Mais Você

LINK:

http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/O-programa/noticia/2012/09/saiba-como-bandagens-agem-contra-dores-musculares.html