Blog

Fisioterapia ajuda a tratar mulheres que lutam contra o câncer de mama

Fisioterapia ajuda a tratar mulheres que lutam contra o câncer de mama

A Fisioterapia desempenha um papel imprescindível na abordagem das pacientes mastectomizadas. Afinal, a partir de exercícios terapêuticos, há o tratamento da musculatura, além de ser de fundamental importância para melhorar a qualidade de vida de mulheres que lutam contra o câncer de mama.

Através de exercícios terapêuticos específicos, que dependem do tipo de cirurgia, da extensão da doença e características individuais de cada paciente, o tratamento proporcionará a cura da musculatura afetada na cirurgia. De acordo com o fisioterapeuta do Sistema Hapvida Saúde, Israel Lucio de Souza, “o tratamento auxilia principalmente no combate à dor e na remoção de possíveis edemas que venham a surgir após o procedimento cirúrgico”.

Segundo o especialista, o ideal é que a Fisioterapia seja iniciada ainda no ambiente hospitalar, o que ajuda a reduzir o aparecimento de complicações, melhorando tanto a qualidade de vida como o lado emocional. “Essas pacientes se submetem a um tipo de tratamento muito agressivo e a mama é um órgão repleto de simbolismo para a mulher”, relata Israel.

As sequelas depois de uma mastectomia podem ser variadas, desde o comprometimento da musculatura, fazendo com que a paciente perca a amplitude de movimentos da articulação do ombro e flexibilidade muscular, até inchaços e infecções no braço. Eles são provocados pela ausência dos linfonodos – gânglios linfáticos, responsáveis pelo equilíbrio hídrico e defesa imunológica e uma das principais via de metástase do câncer. Por isso, são retirados na mastectomia.

Ainda de acordo com o Fisioterapeuta do Hapvida, a maioria das mulheres só procura o tratamento quando já está com alguma complicação, o que torna mais difícil uma completa reabilitação funcional. “O importante é que essas mulheres tenham em mente que, acima de tudo, a Fisioterapia proporciona uma melhor qualidade de vida, melhora a autoestima e reintegra o paciente à sociedade”.

A procuradora de Justiça aposentada, Idaísa Fernandes, é um das fundadoras do Grupo Reviver (instituição que visa alertar as mulheres para a prevenção ao câncer de mama e é composto por mulheres que passaram por mastectomia ou cirurgias de remoção da glândula mamária). Para ela, toda mulher que já foi acometida pelo câncer de mama deve fazer a Fisioterapia, pois os exercícios são um grande aliado na recuperação dos movimentos do braço. “Passei por tratamento de câncer de mama no ano de 2010, fazia aqui em Natal e no Rio de Janeiro. Fiz a mastectomia e perdi 100% da força do braço. A Fisioterapia me ajudou no período do tratamento e está me ajudando até hoje a recuperar o movimento”, relata Idaíza Fernandes.

FONTE: Jornal de Hoje

LINK:

http://jornaldehoje.com.br/fisioterapia-ajuda-a-tratar-mulheres-que-lutam-contra-o-cancer-de-mama/